Adeus... e até à próxima!

É inacreditável a quantidade de coisas que compramos para um bebé e, que, num ápice de tempo, voltamos a guardar na caixa original... Coisas que mal foram usadas, que estão como novas!
Hoje é dia de guardar o ginásio de atividades que foi oferecido pela avó. Foi usado várias vezes, mas a verdade é que, depois da Pipoca ter começado a gatinhar que só está mesmo a ocupar espaço cá em casa. É impressionante: estou a guardá-lo e parece que foi estreado ontem.

- Oh Sr. Tempo: queres fazer o favor de te acalmar um bocado, sim?




E com isto reforço a ideia: as coisas de bebé são MESMO caras. A relação preço/quantidade-de-vezes-que-é-usado é completamente desajustada! Não acham?

Podem seguir o "Fraldas e Baldrocas!" no Facebook e no Pinterest.

8 comentários:

  1. Por isso é que é óptimo quando conseguimos emprestar coisas entre amigas porque um enxoval + tudo o que é preciso fica caríssimo! Quando a minha C nasceu não tinha quem me emprestasse nada, mas tenho as minhas 2 melhores amigas grávidas e emprestei tudo! Quando tiver o 2º filho volta tudo e com o pouco uso q se dá nem se nota que foi usado por mais outro bebé! Mas temos de ter confiança em quem emprestamos, senão mais vale dar se já não precisarmos! Mas lembro-me de ter gasto quase (ou mais!) de 2000€ quando estava grávida porque ter de comprar tudo é uma fortuna! O que vale é que para o 2º será essencialmente roupa apenas e depois dou tudo :) beijinho

    ResponderEliminar
  2. Por isso é que eu raramente vou ás grandes marcas ou então só compro em grandes promoções! Sou das pessoas que odeia ver um roupeiro cheio de roupa que um bebé nunca vai usar, calçado de marca que servirá por meras semanas e brinquedos que nunca tocará. Quem puder conseguir emprestado, óptimo!

    Eu comprei o tapete de actividades e arrependo-me profundamente! A minha filha nunca deu importância pois nunca foi bebé de estar no mesmo sitio. Arrasta-se pela casa desde os 5 meses e meio e não tarde estou a vê-la a gatinhar. Já só querer tirar as coisas dos móveis, quer lá saber dos brinquedos hahah

    ResponderEliminar
  3. Concordo plenamente.
    Muitas vezes caímos no erro de comprar coisas que depois não têm uso, ou têm pouco...e que são caras e depois caímos no erro de comprar móveis e afins para arrumar tanta tralha. Falo por mim, bem sei que já gastei muito € desnecessariamente, mas pronto, está feito, agora temos mesmo é de fazer como diz a Filipa, emprestar, reutilizar... no 1º filho foi assim, com o 2º já temos tudo e poupa-se muito mais...
    Beijinho*

    ResponderEliminar
  4. É horrível de facto....por isso já deixei de comprar roupa cara.É quase um crime!

    ResponderEliminar
  5. Emprestaram-me algumas coisas mas outras terei de comprar depois de muito ponderar... Mas sim por mais que nos digam (e nós sabemos) que vão crescer rápidamente, achamos que connosco será algo diferente...

    ResponderEliminar
  6. Concordo o tempo passa tão rápido que poucas vezes usam a roupa fazendo-nos guarda-la nova e os brinquedos passam a fase deles rápido,bjinhos

    ResponderEliminar
  7. Eu também concordo! Mas, acho que enquanto houver mulheres a ter o primeiro filho, vão haver sempre gastos enormes em coisas que vão ser usadas 2/3 vezes. Tenho amigas grávidas, já as avisei dos meus erros, mas apesar de dizerem que sim e que concordam comigo, sei que daqui a uns meses vão ter a casa cheia de coisas que pouco vão usar.

    ResponderEliminar

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...