Mamã, protege a minha pele por favor!

Quando o sol e o calor do Verão batem à porta, tenho quase sempre vontade de aproveitar este delicioso clima fora de casa. Seja a dar um passeio no parque, ou passando algumas horas na praia, o que importa é conseguir sentir o sol aquecer a nossa pele!
Todavia, quando existe um bebé "à mistura", e no meu caso isso já acontece há 7 meses, é fundamental proteger a sua pele! Não nos esqueçamos que a pele dos bebés é bem mais fina e sensível do que a nossa, daí precisar de ser protegida antes de qualquer exposição solar (e não apenas na praia).



Quando chega a hora de comprarmos um protetor solar para o nosso bebé, é importante termos a noção de que existem protetores químicos e protetores minerais. A principal diferença entre os dois reside na forma como protegem a pele: enquanto os protetores químicos devem ser absorvidos pela pele para que a possam proteger, os protetores minerais ficam à superfície da mesma criando uma espécie de barreira protetora que impede totalmente a penetração dos raios UV.
Todavia, embora acabem por ser muito mais eficazes, os protetores minerais são mais difíceis de espalhar na pele do bebé e a maior parte deles têm uma tonalidade que pode manchar as roupas. Infelizmente, essa dificuldade faz com que muitos pais acabem por adquirir protetores químicos apesar dos pediatras recomendarem a utilização de um protetor mineral durante os 12 primeiros meses de vida da criança (idealmente até ao 2 anos de idade).

1 - Creme Alta Proteção 50SPF, Avène.
2 - Creme Minesol 40SPF, Roc.
3 - Creme Mineral 50SPF, Mustela.
4 - Photoderm Mineral 50SPF, Bioderma.
5 - Bariésun 50SPF, Uriage.

Eu optei pelo da Uriage, principalmente porque este ano lançaram uma nova fórmula fácil de espalhar. A minha Princesa anda bem protegida e eu aplico o creme muito facilmente! Aconselho.
Pequena dica: se optarem pelo Bariésun (Uriage), não se esqueçam de pedir a nova fórmula... Quando fui comprar o da minha Pipoca, a farmacêutica ia vender-me um protetor que lhe tinha sobrado do ano anterior! A textura e a cor da nova fórmula e a da anterior nem se comparam. Conseguem facilmente identificar os novos protetores uma vez que, na parte superior das caixas, podem ler "NOVA FÓRMULA".

Podem seguir o "Fraldas e Baldrocas!" no Facebook.

4 comentários:

  1. Boa dica :) obrigada.
    Não tenho filhotes ainda mas estou rodeá-las de pequenitos e estes conselhos nunca são de mais ;)

    Beijinho

    ResponderEliminar
  2. Oi Ly.Este post,veio mesmo a calhar.Ando na dúvida,sobre o que comprar à minha sardanisca.Comprei o da Avène,que é um horror.Difícil de espalhar e mancha tudo.Pensei na Nivea,que há um novo e ela já tem 13 meses.O meu dermatologista só recomenda Nivea.E ele até um ano,nem queria que pusesse nada disso e que não a levasse à praia sequer.Ele diz,que não há estudos conclusivos sobre os efeitos dos protectores em bebés até 1 ano.A camada da pele,ainda está em formação.Por isso ele não queria.E esta semana ouvi outro dermatologista dizer isso.Por isso,nem fui com ela à praia e evitava o sol directo até ela fazer 1 ano.Ainda evito,claro.Mas já vou aos bocadinhos,com aquelas t-shirts próprias para a praia,chapéu etc,...se bem,que ela não gostou muito.......

    ResponderEliminar
  3. É fundamental protegermos devidamente a pele dos nossos pequeninos. Eu moro no Algarve e tenho essa preocupação redobrada porque está sempre exposto ao sol (mesmo quando não vai à praia ou piscina).
    Obrigada pelas palavras. Foi bom descobrir o teu blog.
    Beijinhos

    ResponderEliminar
  4. ...pois é os protectores que aconselham os pediatras são mesmo um horror...tao dificeis de espalhar e sair!

    Um beijinho

    ResponderEliminar

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...